[Os 9 passos] Como construir uma marca forte (e como gerenciá-la)


03/07/2014

Você sabia que a marca pode ser o ativo mais importante da sua empresa? Ela se constrói através de cada ação de uma empresa, negócio ou pessoa, ganhando vida através dos seus pontos de contato com o consumidor. Se gerenciada de forma inteligente, gera identificação...

[Quiz]

Como está o Branding da sua Empresa?

Faça o Teste Grátis!

[Ebook]

O que é Branding e porque grandes marcas usam.

Baixe aqui o Ebook Grátis!


 

 

Uma marca é o ativo mais importante de uma empresa.

Ela se constrói através de cada ação de um negócio, pessoa ou empresa, ganhando vida através dos seus pontos de contato com o consumidor. Se gerenciada de forma inteligente, gera identificação, diferenciação e valor.

Toda ação da empresa deve ser avaliada estrategicamente, de forma a manter-se alinhada aos propósitos da marca, ou seja, sua promessa de valor. Isso significa que todos os pontos de contato da sua marca (seu cartão de visita, seu site, o atendimento ao telefone, conduta em reunião, sua página do facebook) devem comunicar a mesma coisa.

O termo “BRANDING” refere-se ao processo de gerenciar uma marca, de forma a tornar possível ao público identificar quais são suas promessas e suas entregas, como ela se comporta em termos de comunicação e ações, e a quem ou o quê ela representa.

Em nosso blog explicaremos cada passo para construção de uma marca, como gerenciá-la e desenvolvê-la . Neste post faremos um resumo de todos os passos e a relação de cada um com a criação da marca.
Confira 9 passos valiosos na construção da sua marca:

 

 

 

1.Cenário de Marca

 

 

01_bradda_blog_post01bf01

 

Primeiro é importante analisar o cenário onde esta marca será criada e cultivada. Entender seus concorrentes, seus fornecedores e seus clientes. Como se comunicam, qual o nível de interação, como se parecem, do que mais falam, etc.

Comece com uma pesquisa, analisando o discurso dos concorrentes, o contato com seu público. Aqui valem todos os ponto de contato que você puder encontrar, qualquer interação entre os concorrentes e seus clientes. Obtenha dados quantitativos, e anote os qualitativos.
Saber tudo sobre o que seus concorrentes estão falando, como estão se posicionando no mercado, é tão importante quanto saber seus preços e formas de trabalho.

 

 

 

2.DNA Empresarial

 

 

01_bradda_blog_post01bf02

 

Sua empresa deve saber muito bem quem ela é para então se comunicar com seu mercado e clientes. Precisa primeiro se conhecer.

Uma marca é construída pelas pessoas que trabalham nela, por isso é importante descobrir qual a real natureza de funcionamento da sua empresa, quais as maiores qualidades intrínsecas.
O discurso de sua marca deve estar alinhado com o comportamento de quem faz a empresa. Não se pode prometer agilidade (por exemplo) se este não for seu diferencial.
Estando claros seus principais atributos, você poderá entregar realmente o que está prometendo ao seus clientes, criando uma cartela de clientes sempre satisfeitos.

 

 

 

3.Geração de Ideias

 

 

01_bradda_blog_post01bf03

 

Hora de analisar e cruzar as informações. É parte da conceituação do projeto onde se utiliza dos dados levantados para definir seu posicionamento.

Sua empresa pode se posicionar de forma parecida aos concorrentes e ter alguns diferenciais; pode se posicionar a partir de uma brecha de mercado encontrada; ou pode ir totalmente contra a maré. Cabe a você, após entender os dados levantados, desenhar o cenário ideal à sua empresa.

Lembre-se que estamos falando de marca, discurso. Portanto, tente analisar o que e como as outras marcas estão falando, ao invés de apenas utilizar dados numéricos.

Como produto final desta etapa, você pode elaborar um texto (ou um mapa mental) explicando como sua empresa irá se posicionar frente ao mercado.

 

 

 

4.Plataforma de Marca

 

 

01_bradda_blog_post01bf04

 

 

Depois de traçado o posicionamento da sua marca perante o mercado e o consumidor, defina quais são os valores mais importantes para sua empresa.

Uma dica é selecionar quatro palavras.
Resumindo o posicionamento de sua empresa a poucas palavras, você conseguirá focar no que é realmente importante de ser falado. A não ser que você gaste milhões de reais em publicidade, você não terá muito tempo de seu público para explicar sobre sua marca.

Definir uma base de discurso e falar através de todos os seus veículos com coerência fortifica e identifica sua marca. Estas palavras serão os pilares que manterão sua marca coerente, e em breve, facilmente identificável por seu cliente.

 

 

 

5. Propósito de Marca

 

 

01_bradda_blog_post01bf05

 

 

É a razão principal da sua marca existir. É a resposta ao porquê ela existe. É a promessa de valor ao consumidor que a sua marca vai erguer e bradar durante toda vida.

Se a sua marca tivesse que se explicar à alguém em apenas uma frase, ela diria esta frase. A Apple diria: “Think Different”. Seus comerciais de tv dizem isto. Seus produtos dizem isto. Sua forma de trabalho também.

A esta frase damos o nome de tagline. Diferente de um slogan que é mais temporal e comercial, a tagline deve acompanhar sua marca enquanto manter seu posicionamento.
É a sua bandeira! Carregue-a com orgulho e coloque em seu discurso sempre que possível.

 

 

 

6.Design de Marca

 

 

01_bradda_blog_post01bf06

01_bradda_blog_post01bf06b

 

 

Definido o propósito de marca, fica mais fácil criar sua representação gráfica (também chamada de marca, logo, logotipo ou logomarca) alinhada às suas promessas.

Comece a criação do logo com uma pesquisa de referência elencando elementos que trazem os aspectos levantados nas etapas anteriores. Se neles apareceu que sua empresa deve focar na tradição (por exemplo), busque elementos que trazem esta característica. Busque marcas que falam deste aspecto, publicidades, filmes, pinturas, movimentos artísticos, etc. O mesmo vale para a escolha da tipografia, que deve apresentar elementos que reiteram o conceito.

Após feita a pesquisa, pode-se começar a desenhar alternativas. Dedique um tempo para esta etapa e não pare de desenhar até completar este tempo. Normalmente as primeiras alternativas são muito óbvias, e você encontrará muitas empresas com os mesmos símbolos que você desenhou.

 

 

01_bradda_blog_post10bf

 

 

 

 

Sua escolha deve levar em consideração alguns aspectos:
#1 – pregnância
#2 – elementos do conceito
#3 – sistema de identidade
#4 – linguagem gráfica do nicho de atuação
#5 – originalidade
#6 – “beleza”

Dependendo de seu ramo de atividade, cada ponto tem um peso maior ou menor.
[explicaremos cada ponto no post sobre “design de marca” em breve =) ]

 

 

 

7.Universo de Marca

 

 

01_bradda_blog_post01bf07

 

 

O Universo de Marca é constituído das diretrizes verbais e visuais da sua marca, responsáveis por traduzir conceitos e valores em textos e imagens. Compõem, portanto, as regras de implementação da nova marca, com a preocupação de criar um sistema integrado e homogêneo de identidade visual e verbal.

O logo representa uma parcela muito pequena de um sistema complexo. É apenas um dos canais de expressão da marca e, portanto, não deve ter o compromisso de comunicar todo seu conceitual – caso contrário, pode incorrer em diversos problemas formais, como o sobrecarregamento do logotipo e falta de pregnância, ou problemas técnicos de redução e de versões de marca gráfica.

Todas as diretrizes (regras) do universo de marca serão utilizadas na composição de seus pontos de contato, vistos a seguir.

 

 

 

8.Pontos de Contato

 

 

01_bradda_blog_post01bf08

 

 

Uma marca é composta por todas as ações e materiais que levam sua assinatura. Desde o atendimento telefônico ao produto entregue, passando pelo cartão de visitas, site, discurso em redes sociais, todos são pontos onde uma marca encontra seu consumidor, e conversa com ele. A utilização das diretrizes estabelecidas para o universo de marca, tanto em textos quanto em imagens, garantem uma marca coerente, que através de qualquer plataforma estará sempre comunicando seu propósito.

Os pontos de contato são a materialização de tudo o que foi pensado até agora. São as principais plataformas de comunicação direta com o cliente. Seu cartão de visita, catálogo, site, redes sociais, blog e outros possíveis materiais deverão ser pensados de acordo com o seu propósito de marca. Criando valor de forma inteligente e reduzindo custos.

Mesmo que você não vá produzir todos os materiais em um primeiro momento, ou no lançamento de sua marca, pense em uma estrutura de comunicação para estes materiais. Se possível, faça o projeto gráfico de todos e coloque em um cronograma quando cada material precisa ficar pronto juntamente com as necessidades da sua empresa.

 

 

 

9.Engajamento de Marca

 

 

01_bradda_blog_post01bf09

 

 

Como toda marca é um organismo vivo que conversa e se constrói na relação com seu cliente, uma marca não pode estar de fora das redes sociais. Também se utilizando das diretrizes textuais e gráficas, a comunicação através das redes sociais deve ser clara e coerente.

O planejamento de ações periódicas mantêm a marca viva e lembrada; ter coerência entre estas ações garante a comunicação do propósito.

Tenha ações planejadas a médio prazo, assim você não precisará pensar sempre que for fazer uma postagem em uma rede social. Mas acompanhe sempre suas redes para que a interação com seus clientes seja rápida.

Utilize as rede sociais de acordo com o propósito delas: se relacionar socialmente. Não fique apenas colocando propaganda de seus produtos (ninguém se relaciona com panfletos). Faça com que sua marca seja uma “pessoa” na rede social. Converse, relacione-se, curta, comente, participe, etc. (sempre de acordo com seu propósito).
Assim seus clientes se tornarão amigos de sua marca, fiéis a ela; consequentemente venderão e divulgarão sua marca.

 

 

 

Recapitulando

 

 

O propósito de sua marca – onde ela pretende chegar, quem ela pretende ser – deve estar muito claro para sua empresa. Segundo Stephen Covey:

“Se a escada não estiver apoiada na parede correta, cada degrau que subimos é um passo a mais para um lugar equivocado.”

Neste artigo vimos 9 passos para construir uma marca sobre seu propósito, se quiser saber mais sobre cada etapa clique nos links abaixo:

#1 – Cenário de marca
#2 – DNA Empresarial
#3 – Geração de ideias
#4 – Plataforma de marca
#5 – Propósito de marca
#6 – Design de marca
#7 – Universo de marca
#8 – Pontos de contato
#9 – Engajamento de marca

Nos próximos artigos você poderá entender melhor cada ponto e aplicar para sua marca.

 

Quer ajuda para construir sua marca? 
Clique aqui que podemos ajudar você. 

 

[Quiz]

Como está o Branding da sua Empresa?

Faça o Teste Grátis!

[Ebook]

O que é Branding e porque grandes marcas usam.

Baixe aqui o Ebook Grátis!